domingo, 17 de outubro de 2010

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O menino maluquinho

http://www.omeninomaluquinho.com.br/

Os peixes


Hábitos de repouso
Os peixes não dormem. Eles apenas alternam estados de vigília e repouso. O período de repouso consiste num aparente estado de imobilidade, em que os peixes mantêm o equilíbrio por meio de movimentos bem lentos.

Como não tem pálpebras, seus olhos ficam sempre abertos. Algumas espécies se deitam no fundo do mar ou no rio, enquanto os menores se escondem em buracos para não serem comidos enquanto descansam.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Peixe#H.C3.A1bitos_de_repouso

segunda-feira, 5 de julho de 2010

O papagaio



blogs.jovempan.uol.com.br


Alimentação na natureza

A dieta dos papagaios na natureza é variada, composta por frutos, sementes, brotos, flores e eventualmente insetos que estão nas frutas. As sementes de palmito são utilizadas como alimento na Mata Atlântica. Na natureza alimentam-se principalmente nas primeiras horas do dia e no final da tarde.
http://www.saudeanimal.com.br/papagaio_alimentacao.htm

As aves do Brasil

O Brasil possui cerca de 1.800 espécies de aves, que representam 20% das 9.000 espécies existentes no mundo. É o terceiro país em diversidade de aves (atrás apenas da Colômbia e do Peru). No entanto, é o primeiro em número de espécies em extinção. Das 1.212 aves ameaçadas no mundo, 120 estão no País, incluindo duas já extintas na natureza (o mutum-do-nordeste Mitu mitu e a ararinha-azul Cyanopsitta spixii).

Belas e inspiradoras, as aves têm valor econômico, cultural, étnico e espiritual para muitos povos em todo o mundo. São também um excelente indicador da qualidade de nosso meio ambiente. De maneira geral, os lugares ricos em aves são também ricos em outras formas de vida e apresentam ar, água e solos saudáveis.

As aves fazem parte da imensa diversidade biológica de nosso planeta. Essa biodiversidade é responsável pelos inúmeros serviços ambientais – processos que ocorrem na natureza como a polinização de plantas e a oferta de água – de que todos nós nos beneficiamos sem custo algum.

A manutenção dos serviços ambientais depende de nossas ações em prol da conservação das plantas e animais e dos ecossistemas onde elas ocorrem. Ao conservar as aves, estamos ajudando a proteger esses ecossistemas e contribuindo para melhorar a qualidade de vida de outros grupos animais e vegetais e, especialmente, das pessoas.

http://www.savebrasil.org.br/

Os pinguins



Fonte: divagacoesaoluar.wordpress.com
Os primeiros europeus que viram pinguins, pensaram que estes eram peixes com pernas. Na realidade, são aves marinhas muito especializadas, cujas asas não servem para voar, mas sim para nadar. Habitam as zonas polares, formando colónias. Comem peixe e os seus olhos estão adaptados para ver debaixo da água salgada. As penas e a gordura sub-cutânea ptotegem-no da água, do frio e do vento.

As penas proporcionam às aves o isolamento térmico de que necessitam para manter uma temperatura de corpo elevada. Para nenhuma outra ave esse facto é mais importante que para os pinguins. Tendo abandonado o voo em favor da deslocação a nado, as suas penas ficam assim reduzidas à função única de isolador térmico, cobrindo uniformemente o corpo em vez de crescerem em zonas bem delimitadas, como na maioria das outras aves. São, além disso, finas e curtas, formando, juntas, uma cobertura densa totalmente impermeável à àgua, muito semelhante à pelagem dos mamíferos. Por este motivo, os pinguins conseguem viver nas regiões mais frias da Terra. Vivem de 30 a 35 anos.

Ao mesmo tempo que proclamam a sua espécie, as aves precisam de dar a conhecer o seu sexo. O pinguim macho tem um jeito particularmente encantador de descobrir o que lhe interessa saber sobre os seus companheiros uniformizados. Apanhando um seixo com o bico, ele dirige-se a um outro que esteja parado sozinho e deposita-o solenemente no solo defronte. Se receber uma bicada raivosa e observar um movimento agressivo, percebe que cometeu um erro terrível: trata-se de um outro macho! Se o presente é recebido com total indiferença, ele encontrou uma fêmea ainda não preparada para o acasalamento ou já comprometida com outro macho. Apanha então o presente rejeitado e continua a sua busca. Mas se a estranha aceita a oferta efectuando uma profunda reverência, ele encontrou a sua companheira. Faz outra reverência em resposta e o par estica o pescoço e celebra a união com um côro nupcial.
Leia mais em http://sotaodaines.chrome.pt/sotao/pinguim.html

O município de Três de Maio

http://www.tresdemaio.com.br/perfil.htm

domingo, 4 de julho de 2010

Os pássaros comem insetos


Fonte:naturlink.sapo.pt

Três de Maio




Para pesquisar sobre Três de Maio clique nesse link.

Os pássaros


Os pássaros são aves.
Fonte:sindicatotrescoroas.com.br

Os patos.


Os patos são aves.
Trê aves: Baixaki.com.br



São aves geralmente menores que os anserídeos (gansos e cisnes) e podem ser encontrados tanto em água doce como salgada. Os patos alimentam-se de vegetação aquática, moluscos e pequenos invertebrados e algumas espécies são aves migradoras.

Os machos se diferenciam das fêmeas principalmente pela diferença dos sons emitidos pelos animais (o macho emite um som que se assemelha a de um assopro, enquanto a fêmea emite um som semelhante a algo como [fi'fi]) e por possuirem carúnculas ("verrugas vermelhas") na cabeça e ao redor dos olhos. Os patos são utilizados pelo homem na alimentação, vestuário (as penas) e de entretenimento (caça).

Algumas pessoas caçam essas espécies(selvagens), fazendo com que a cada dia, se tornem menos numerosas, correndo risco de extinção, exceto as espécies criadas para corte (abate).

O pato é um dos poucos animais da natureza que anda, nada e voa com razoável competência. É o único animal que consegue dormir com metade do cérebro e manter a outra em alerta. É dotado de perfeito senso de direção e comunidade.[1]http://pt.wikipedia.org/wiki/Pato

O beija-flor

sábado, 3 de julho de 2010

Os frangos



Fonte:fotoseimagens.blogs.sapo.pt

A coruja



Fonte:ucmp.berkeley.edu

terça-feira, 15 de junho de 2010

A Soja.

Soja é um grão rico em proteínas, cultivado como alimento tanto para humanos quanto para animais. A soja pertence à família Fabaceae (leguminosa), assim como o feijão, a lentilha e a ervilha. A palavra soja vem do japonês shoyu. A soja é originária da China e do Japão.

O óleo de soja é o mais utilizado pela população mundial no preparo de alimentos. Também é extensivamente usado em rações animais. Outros produtos derivados da soja incluem óleos, farinha, sabão, cosméticos, resinas, tintas, solventes e biodiesel.

Escreva frases sobre a soja.

O milho.


O milho é cultivado em diversas regiões do mundo. O maior produtor mundial são os Estados Unidos. No Brasil, que também é um grande produtor e exportador, São Paulo e Paraná são os estados líderes na sua produção.
Atualmente somente cerca de 5% de produção brasileira se destina ao consumo humano e, mesmo assim, de maneira indireta na composição de outros produtos. Isto se deve principalmente à falta de informação sobre o milho e à ausência de uma maior divulgação de suas qualidades nutricionais, bem como aos hábitos alimentares da população brasileira, que privilegia outros grãos.
Escreva frases sobre o milho.

O Trigo.

O trigo (Triticum spp.) é uma gramínea que é cultivada em todo mundo. Globalmente, é a segunda-maior cultura de cereais, a seguir ao milho; o terceiro é o arroz. O grão de trigo é um alimento básico usado para fazer farinha e, com esta, o pão, na alimentação dos animais domésticos e como um ingrediente na fabricação de cerveja. O trigo é plantado também estritamente como uma forragem para animais domésticos, como o feno.
Escreva frases sobre o trigo.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Como nasceu Três de Maio

Como nasceu Três de Maio:
As terras que hoje constituem o município de Três de Maio, desde 1682, integram a Província das Missões, administradas pelos Jesuítas. Esta situação perdurou até por volta do ano de 1750. Com o tratado de Madrid assinado entre Portugal e a Espanha em 1750 este território passou a pertencer a Portugal pela permuta da Colônia de Sacramento. A partir daí Portugal e Espanha realizaram campanhas com o objetivo de expulsar os Jesuítas o que foi conseguido em 1757 quando a região passou a ser governada por Milicianos Espanhóis. José Borges de Canto e Manuel dos Santos Pedroso reconquistaram novamente as Missões no ano de 1801, integrando-as definitivamente à área riograndense. Com o amplo desenvolvimento dos povos compreendidos na região missioneira, as terras que hoje formam o município de Três de Maio, pertenceram respectivamente aos municípios de: Rio Pardo, 1809; Cachoeira do Sul, 1819 e Cruz Alta, 1834. Quase quarenta anos depois (1873) passou a pertencer a Santo Ângelo, quando este era sede de um imenso município do qual se emanciparam aos poucos: Palmeria, São Borja, São Luiz, o próprio Santo Ângelo, Ijuí e Santa Rosa. Nessa época, mais precisamente em 1916, o denominado "Buricá" era o sétimo distrito de Santo Ângelo, conforme Ato nro. 104, de 10 de Junho de 1916. Em 1931 o povoado 14 de Julho, emancipou-se de Santo Angelo constituindo um novo município, o de Santa Rosa. O Então Buricá passou a ser o segundo distrito daquela nova comuna, com a denominação Santa Rosa - Buricá, provavelmente por situar-se entre os dois rios que tem estes nomes. O primeiro sub-prefeito foi o Major Antonio Joaquim Rodrigues e o primeiro escrivão Vilarim Rodrigues. Não existem documentos que comprovem a data em que chegaram os primeiros colonizadores. Sabe-se por informações de pioneiros que lá pelo ano de 1915, chegaram colonizadores descendentes de alemães, italianos, imigrantes poloneses e russos. Citaremos, baseados em pesquisas, nomes de famílias de precursores como: Rossi, Girardi, Benatti, Bonfanti, Stunf, Nass, Briesch, Hamann, Stajack, Jacob, Kamm, Scherer, Knappe, Bless, Pohl, Metzka, Frank, Kochewitz, Willig, Veronese, Rehbein, Logemann, Martini, Cereser, Dockhorn, Schaeffer, Nagel e outros. A colonização dos Município de Santa Rosa, conforme dados colhidos na CEMAPA, iniciou em 05/01/1915 pelo Estado. Provavelmente na mesma época, ou logo após, o mesmo processo de colonização começou a se desenvolver no atual território tresmaiense. Quando iniciou a colonização desta terra, conforme informações de alguns pioneiros sobreviventes, os colonizadores procuravam terras escuras, em direção ao Rio Buricá pois, temiam o chão vermelho. Por isso, os primeiros colonizadores foram se estabelecer onde hoje é Flor de Maio e arredores, contituindo-se esta a primeira secção Santa Rosa. Com a agrimensura oficial das terras, começaram as vendas de colônias e agricultores vindos das chamadas Colônias Velhas: Cachoeira do Sul, Montenegro, Lajeado, Estrela, etc. Conforme dados também registrados na CEMAPA - Santa Rosa, citaremos nomes de alguns dos primeiros compradores de áreas de terra e a secção a qual estes lotes pertenciam: 1a. Secção - Flor de Maio - Godofredo Wust (04/06/1917); Roberto Simon (26/07/1917) e Emilio Rusch (03/09/1917). 2a. Secção - Centro da Cidade - Lote nro 1, 272.000m2, em nome de Justino Antonio da Silva, em 21/08/1917. 3a. Secção - Consolata - Lote nro 1, 295.000m2, em nome de José Benatti em 31/07/1917. Lote nro. 28, 255.000m2, em nome de Antonio Cereser, em 30/06/1917. Lote nro. 30, 137.500m2, em nome de Casemiro Kochewitz, em 27/09/1918. 4a. Secção - Lote nro. 1, 245.000m2, registrado em nome de Luiz Vanzam, em 11/08/1923. Lote nro. 4, em nome de Albino Veronese, em 21/05/1925. Sabe-se no entanto, que nem todas as compras efetuadas, eram imediatamente resgistradas pelos seus compradores. Mais tarde, novo contingente de imigrantes chegaram e foram se estabelecendo em diferentes pontos deste município. Em 1923 o senhor Casemiro Kochewitz doou uma área que serviria de sede para a Igreja Católica, quase ao mesmo tempo (ou ano anterior) em que o Dr. Frederico Jorge Logemann fazia o mesmo em favor da Igreja Evangélica, cuja área serviria para construção de uma igreja e uma escola. Isto prova que as atenções dos imigrantes, compradores de terra começavam a se dirigir para o povoado em formação onde atualmente é o centro da cidade e não Flor de Maio, como estava correndo. Nesta mesma época o Sr. Emilio Tesche doou uma área de terra às comunidades Evangélica e Luterana e, o Sr. Antonio Cereser doou outra área, à direita desta à comunidade Católica, as quais seriam utilizadas para o cemitério. (fonte: Livro da História do Município) Emílio Tesche, proprietário da área onde hoje se encontra o cemitério, doou às três igrejas (Luteranas e Católicas) a referida área. Mais tarde foi comprado mais alguns metros para aumentá-la. A condição seria a de manter arborizada a referida área doada. Fonte: Arquivo de atas da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana São Paulo – Três de Maio. Com o aumento da imigração e o desenvolvimento de diversas atividades, além da agricultura, muitas casas comerciais começaram a ser instaladas no então Povoado Buricá. As características físicas das casas de comércio e das residências particulares eram as mesmas daquelas das zonas coloniais, geralmente feitas de madeira. Interessante se faz mencionar nomes de alguns pioneiros que marcaram a História deste Município, pela contribuição prestada nos mais diversos ramos sócio-econômicos:* Ferreiro: Frederico Willig.* Comerciante: Casemiro Kochewitz.* Comerciante: Antonio Cereser.* Comerciante: Frederico Franck (em Flor de Maio).* Açougueiro: Pedro Krewer.* Médico: Dr. Ernesto Mullenschlader.* Dentista: Arlindo Ruschel.* Agente Postal: Amália Drews.* Juiz de casamentos: Amandio Araújo.* Fabricante de bebidas e caramelos: Walter Kreher.* Ourives: Humberto Spilari.* Advogado: Luiz Giacomelli.* Costureira: Alma Schaeffer.* Pastor Evangélico: Germano Kreutler (primeiro Pastor a residir aqui).* Pároco Católico: Padre Gambetti.* Mecânicos: Augusto Muller e Germano Reimann.* Padeiro: Carlos Lupz.* Farmacêutico: Albino Schunke.* Alfaiate: Pedro Giacomelli.* Hoteleiro: Alberto Martens.* Funileiro: Eugênio Schaeffer.* Carpinteiro: Emiliano Cassol.* Sapateiro: José Gresele.* Telefonista: Albino Veronese.* Barbeiros: Ricardo Rusch e Carlos Verri.* Motorista de carro de aluguel: Rodolfo Nass.* Parteira: Maria Pinzon.* Motorista de caminhão de carga: Germano Dockhorn.* Oleiro: Jorge Reimann.* Serrador: Emilio Boesk.* Moleiro: Constante Meller. A primeira casa de madeira foi construída no local onde hoje se situa a Cerealista Raízes da Cotrimaio, antiga Comercial Dockhorn Ltda, e era de propriedade do senhor Casemiro Kochewitz. A segunda residência, também de madeira, era de propriedade do engenheiro Frederico Jorge Logemann e situava-se onde hoje funcionava as Lojas Renner, Lojas Franco e hoje é uma Loja de Cabelereiros, esquina da avenida Santa Rosa com a avenida Uruguai. Em alvenaria, a primeira residência a ser construída era de propriedade de Leopoldo Vontobel e existe até hoje, apenas remodelada, ao lado da Comercial Tecidos Buricá. No ano de 1940, a população de Buricá já era de 10.670 habitantes, com um total de 707 pessoas residindo na vila. Longas e incansáveis foram as lutas dos moradores desta localidade, no sentido de melhorar as condições de vida, educação e saneamento básico de toda a população. A campanha da emancipação politico-administrativa foi iniciada em 1948. Após constante lutas dos líderes emancipacionistas, finalmente obteve sucesso, concretizando-se oficialmente em dezembro de 1954, conforme cópia em anexo, da Lei de Criação número 2526, de 15 de dezembro de 1954. Destacaram-se como grandes líderes emancipacionistas, os quais a comunidade tresmaiense presta uma homenagem de reconhecimento, os seguintes cidadãos:Dr.Ariosto Jaeger, Luiz Bonamigo, Walter Ulmann, Mariano Giácomo Loro, Dr.Henrique de Souza Gomes, Dr.Brutus Portinho Nessi, Germando Dockhorn, Vitalino Fasolo, Carlos Verri, Pastor Gustavo Hudepohl, Padre Vigário Ronchi, Ervino Edvino Mensch, Germano Reimann, Rodolfo Nass, Edibaldo Stiegelmeier, Venâncio dos Santos, Henrique Becker, Egon Kath. Alberto Luckemeier, Bruno Wandscheer, Oswaldo Fleck, Felipe Anibaldo Portz, Ignácio Wichrowske, Pedro Giacomelli, Oswino Greiwer, Alfredo Lauer, Pedro Garrafa, Padre José Zintú, Jorge Reimann, Jacob Emílio Reinehr, Orlando Nagel, Alfredo Fleck, João Callegari, Rodolfo Froder, Arthur Stahl, Augusto Rutzen, Alfredo Henn, Kurt Harzhein, Albini Alfredo Schaffer, Dr.Frederico Krebser, Affonso R. Hubner, Arno Alberto Mayer, Edwino Schardong, Willy Jack, Alfredo Reinhold, Nelson Cereser, ângelo manjabosco, Helmuth Simões Pires, Walter Kreher, Reinoldo Selzler, Ivo Gottlieb, Ervino Arno Rupp, Albino Tomasi, Ângelo Pilotti, Walter Spillari, Reinoldo Engelmann, Estevão Perin, Bertoldo Boeck, Eugênio Schaeffer, Arthur Kruger, Eduardo Netz, Bruno Wunsch, Fioravante Schiavi, Alcides Cereser, Henrique Knuppe, Carlos Brettin, Aquiles Antonio Machado, Leopoldo Vontobel e João Vioni. A instalação do novo município, no entanto, só se efetivou em 28 de fevereiro de 1955, com a posse do primeiro prefeito, Walter Ullmann. Três de Maio surgiu, portanto, da fusão dos seguintes distritos: Três de Maio, que até então pertencia a Santa Rosa, Ivagaçi que pertencia a Três Passos e São José do Inhacorá e Independência que pertenciam ao município de Santo Ângelo. Hoje está composto de cinco distritos: Manchinha, Progresso, Quaraim, Consolata e Barrinha. Com uma população de 24.785 pessoas, sendo 31,39% na zona rural, clima temperado, com temperatura média entre 17 e 20 graus centígrados. O aniversário do município é comemorado no dia 3 de maio, com a Semana da Integração

Perfil de Três de Maio

Perfil de Três de Maio:

Três de Maio está situado na Região Noroeste do Rio grande do Sul, com área territorial de 388 Kms quadrados, distante da capital 475 Km e está a uma altitude de 343 metros acima do nível do mar.
A população é de 24.785 habitantes, dos quais 12.080 homens e 12.705 mulheres. 31,39% residem no interior e 68,61% na cidade.
A renda per capita do município é de US$ 3.466,52.
Três de Maio é conhecida como Cidade Jardim do Alto Uruguai e Berço Estadual da Canção Estudantil. Três de Maio caracteriza-se por várias origens étnicas, sendo que as mais populosas sao: germânica, italiana e polonesa. Imigrantes que fizeram a História do município através da colaboração, do trabalho, dedicação e acolhida dos visitantes, próprio do povo desta terra.
É inegável a beleza urbana de Três de Maio, com canteiros nas ruas e avenidas, onde as flores dão as mais variadas tonalidades. Esta característica ímpar na região, identifica a CIDADE JARDIM.
Pioneira em festivais estudantis do estado, Três de Maio, conquistou outra identidade estadual: CIDADE CANÇÃO. É palco do famoso FEEC - Festival Estadual Estudantil da Canção, que também muito auxiliou para consagrar compositores e intérpretes oriundos do movimento estudantil gaúcho.
Três de Maio é considerado Pólo Turístico Escolar, de Saúde e Comercial, além de grandes eventos que acontecem aqui.
Informações
Emancipação
15/12/1954
Superfície
388 KM2
Localização
Região Fronteira Noroeste do Estado
Acesso
BR 472
Altitude
343 metros
Latitude Sul
27,773
Longitude Oeste
54,24
Distância/Capital
475 KMs

A indústria e o comércio em Três de Maio

LEIA O TEXTO E ESCREVA A INFORMAÇÃO QUE VOCÊ ACHOU MAIS IMPORTANTE NO TEXTO.
Indústria e Comércio:

A indústria é uma atividade econômica muito importante. Graças a ela temos objetos para o nosso uso: roupas, calçados, brinquedos, tijolos, rádios, televisores, alimentos e outras coisas. Para fabricar produtos, a indústria de matéria-prima. A agricultura e a pecuária, fornecem grande quantidade de matéria-prima para a indústria.
Alguns produtos que a agricultura de Três de Maio fornece para a indústria são: soja, trigo, milho e outros em menor porção.
Produtos fornecidos pela pecuária: leite, carne, couro, etc.
De modo geral, as fábricas funcionam nas cidades, mas algumas funcionam na Zona Rural como: olarias, alambiques, fábrica de cadeiras.
Comércio é a compra e venda de mercadorias. No município é feito o comércio entre a cidade e a Zona Rural.
A cidade compra da Zona Rural: leite, ovos, horaliças, legumes, frutas.
A comunidade rural compra na cidade: calçados, riupas, ferramentas, máquinas, veículos e outros.
Indústrias
81
Empresas no Comércio
398
Prestação de serviços
412

A pecuária em Três de Maio

Pecuária:

Pecuária é a criação de animais
Da pecuária o agricultor pode extrair muitos de seus alimentos como: a carne, o leite e seus derivados, os ovos, etc.
A pecuária em nosso município é muito significativa.
Os animais criados na Zona Rural do nosso município são: os suínos, os bovinos, as ovelhas, as aves, os caprinos, os equinos e as abelhas.
A pecuária é uma atividade econômica tão importante quanto a agricultura, pois também nos fornece alimentos e matéria-prima para a indústria.
Assim como o agricultor, o pecuarista também enfrenta muitos problemas no seu trabalho como: fenômenos metereológicos, doenças, dificuldades no transporte e colocação dos produtos a preços justos.
Podemos dizer que a pecuária em Três de Maio não é suficiente para o abate, pois os matadouros necessitam comprar gado e suínos em outros municípios gaúchos.
Neste ano realizou-se a 1ª EXPOTERNEIRA que é uma feira que mostra o potencial leiteiro de nossa região.

1-Leia o texto e escreva a frase que você achou mais importante no texto:

A agricultura em Três de Maio

1- Leia o texto.
2-Escreva a frase que você achou mais importante no texto.

Agricultura:

A agricultura é a atividade que consiste em preparar a terra, semear, cuidar das plantas e colher os produtos que servem para alimentos.
A agricultura é a atividade mais importante executada na Zona Rural do município. Graças a esta atividade temos alimentos e a matéria prima que abastece algumas indústrias.
Os principais produtos cultivados na agricultura do nosso município são: a soja, o trigo, o milho e outras de pequeno porte que servem para a subsistência do agricultor. Para obter boas colheitas o agricultor precisa arar, adubar e cuidar do solo, além de plantar. Precisa também controlar e combater as pragas e doenças que podem atacar as plantas. A agricultura está sujeita às consequências dos fenômenos metereológicos, como: geadas, fortes chuvas e estiagens. Além destes riscos o agricultor enfrenta ainda outros problemas de: armazenamento, transporte e preços justos pelo que produz. A Área total cultivada no município é de 65.211 hectares. As propriedades rurais de Três de Maio, encontram-se distribuídas conforme as suas áreas como mostra o quadro a seguir:

Número de propriedades
Até 20 hectares Tem 3.313 propriedades. 75% das propriedades rurais
De 20 até 50 hectares Tem 1.019 propriedades 22% das propriedades rurais
De 50 até 100 hectares Tem 55 propriedades 1,5% das propriedades rurais
De 100 até 200 hectares Tem 4 propriedades 0,9% das propriedades rurais
De 200 até 500 hectares Tem 3 propriedades 0,6% das propriedades rurais
Principais culturas do município:
Culturas
UnidadeSacas
Área (ha)Cultivada
QuantidadeToneladas
Época de plantioe Colheita
Soja
900.000 sacas
nov/dez - abr/maio
Trigo
80.000 sacas
mai/jun - nov/dez
Milho
520.000 sacas
set - mar

sábado, 27 de março de 2010

Textos da 4ª 41

Olá 4ª 41.Este espaço é para vocês publicarem as histórias que vocês escrevem.